horário de funcionamento
Publicado em 10 de janeiro de 2019.

Saúde foi tema de entrevista coletiva

- Durante a coletiva de imprensa, Administração Municipal apresentou proposta de novo contrato ao Hospital de Caridade e anunciou repasse de R$800 mil do Fundo Municipal de Saúde à entidade

A Administração Municipal de Três Passos promoveu nesta quarta-feira, dia 09 de janeiro, uma coletiva de imprensa que contou com a participação de representantes dos Conselhos Municipais de Saúde e secretários.

O objetivo da iniciativa foi fazer uma avaliação da crise na saúde com um breve panorama e trazer algumas estratégias de enfrentamento, bem como, apresentar o novo contrato que está sendo proposto ao Hospital de Caridade de Três Passos.

Concederam a entrevista o prefeito Municipal José Carlos Amaral, o vice-prefeito Jorge Dickel, juntamente com a procuradora-geral Geciana Seffrin e a secretária Municipal de Saúde, Maria Adelaide Hertz.

O prefeito Municipal abriu a coletiva fazendo um panorama da crise na área da saúde, que prejudica os serviços de Atenção Básica de responsabilidade das Prefeituras, onde somente Três Passos tem mais de R$2 milhões para receber; e que atinge também os serviços hospitalares de Média e alta complexidade de responsabilidade do Estado e da União. Ele anunciou medidas de enfrentamento da crise na Atenção Básica e também na área hospitalar, especificamente com o aumento do valor para o contrato com o Hopsital de Caridade para aproximadamente R$1,5 milhão e um repasse de R$800 mil do Fundo Municipal da Saúde.

O vice-prefeito voltou a lembrar que a saúde é a prioridade da atual gestão e que o município está reorganizando suas finanças a fim de garantir o bom funcionamento desta área.

A secretária de saúde lembrou que mesmo sendo de responsabilidade da Administração Municipal apenas garantir Atenção Básica, os gestores têm feito um grande esforço para encontrar alternativas e poder auxiliar os serviços de média e alta complexidade ainda mais em 2019.

*Hospital de Caridade terá contrato aumentado e receberá repasse de R$800 mil do Fundo Municipal da Saúde 

Durante a coletiva, os gestores municipais anunciaram as medidas de auxílio ao Hospital de Caridade, entre elas estão:

1° Aumento do valor de custeio mensal do contrato de complementação de serviços de R$ 99 mil, para R$123.037,00. A proposta do Novo contrato inclui uma parte fixa de R$102.637,34; uma parte variável de R$16.400,00 e o valor do SAMU R$4.000,00. Somando o valor de aproximadamente R$ 1.476.448,08 milhão por ano.

2° A Administração Municipal vai fazer um repasse R$ 800 mil (Documentos abaixo) do Fundo Municipal da Saúde, que deverá ser utilizado para custeio da instituição. O projeto de lei já foi encaminhado para a Câmara Municipal de Vereadores com a finalidade de legalizar o repasse.

A procuradora-geral falou sobre a parte legal do contrato que será firmado com o Hospital e do repasse de R$800 mil, precisando, para ambos, que a casa de saúde se habilite para o recebimento dos recursos.

 

*Prefeitura vai aumentar o valor para manter o SAMU 

Com a iminência de fechar o SAMU devido à falta regular de repasse do valor mensal por parte do Governo do Estado para manutenção do serviço, a Administração Municipal vai aumentar o valor mensal para tentar evitar que isso aconteça.

No entanto, do valor de R$ 12.609,72 repassado em 2018, com a nova a proposta o valor aumenta para R$ 48.000,00 no ano de 2019.

 

*Medidas de enfrentamento da crise na Atenção Básica

O prefeito Municipal pontuou alguns motivos geradores da crise, como a defasagem de 400% da tabela do SUS; o atraso nos repasses à Atenção Básica do Município e ao hospital; e a falta de profissionais para atuar no Sistema Único de Saúde (SUS).

Por outro lado, o gestor municipal, anunciou medidas de enfrentamento, enquanto Município, para transpor esta crise sem precedentes que é vivida em todo o país.

– Recomposição das equipes de saúde, após a saída dos médicos cubanos do Programa Mais Médicos.

– Lançamento de edital para contratação de médicos para substituição dos que pediram demissão no último ano;

– Reorganização dos programas municipais de saúde;

– Intensificação da cobrança dos valores que não foram repassados pelo governo estadual, a qual já está tramitando via judicial;

– Implantação do piso aos agentes de saúde e agentes de combate a endemias;

– Reforço no valor do CISA, que deve ser de mais de R$ 1.300.000,00, para aquisição de medicamentos para farmácia básica e realização de exames.


nota fiscal gaúcha
saude não tem preço
farmacia popular
servidores1
manual acesso servidores acesso servidores
telefones

acesso informação

ouvidoria
fiscalizacao

avalia
leis municipais
parcerias voluntrias

oramento impositivo


gestometro


contribuicao melhoria
portal meio ambiente

conselhos municipais

rede proteção contra violência


brasão município
Prefeitura Municipal de Três Passos/RS - CNPJ 87.613.188/0001-21
Av. Santos Dumont, 75 - CEP 98600-000 - Telefone:(55)3522-0400
Contato responsável pelo site:
e-mail: planejamento.trespassos@gmail.com | telefone: (55)3522-0400
Contato responsável pelas notícias:
Elenara de Oliveira, Jornalista Reg. nº17796 - Assessora de Comunicação da Prefeitura de Três Passos
e-mail: assimprensa3p@gmail.com
Contato responsável pela criação e manutenção do site: Lucas Neckel
e-mail: lucas.neckel@gmail.com | (55)3522-0400